Via de La Plata 2014

Argentum 2014

 O projeto Argentum 2014 consiste em uma Ciclo-Peregrinação pelo Caminho de Santiago usando a Rota Via de La Plata na Espanha saindo de Sevilla até Santiago de Compostela com direito a um prolongamento até Muxia no Atlântico. Aproximadamente 1200km pedalados atravessando a Espanha meridionalmente.
 Com o Caminho decidido passa-se para a próxima etapa, em que época ir? Período escolhido foi Setembro de 2014 devido a informações de que o verão na região da Extremadura ser muito árduo de junho a agosto, mas mesmo assim nessa época encontrei temperatura de 47ºC à sombra.
 Como ir?
Foi comprada passagem aérea saindo do Rio de Janeiro até Sevilla, a bicicleta (Camelo Solitário 2) foi embalada numa caixa de papelão para bicicleta que foi guardada da viagem de 2010. Pelas normas brasileiras a bicicleta não é cobrada, contando como um volume de bagagem. Temos direito em viagens internacionais a 2 volumes de 32kg. Devido as condições de transporte, retira-se os pedais e esvazia-se os pneus (devido a pressão durante o voo) e coloca-se o guidão na lateral da bike.
 Qual o caminho?
Os Caminhos de Santiago são identificados por setas amarelas pintadas nas calçadas, muros, placas, pedras, cercas etc. Nas cidades maiores deve-se ter um pouco mais de atenção pois as setas podem ser ofuscadas pela poluição visual, mas em geral o peregrinos fica com a vista treinada para as setas amarelas que saltam aos olhos. Existem na internet diversos guias disponíveis para serem usados, eu elegi o Guia da Via da Plata da Bici:Map, uma ótima escolha pois o nível de detalhamento era muito bom fazendo com que mesmo quando não “via” as setas tivesse segurança no caminho. A Via de La Plata inicia na Andaluzia, atravessa a Extremadura e em determinado ponto da Castilla e Leon deve-se escolher entre seguir para a Galícia pelo caminho sanabrês ou se conectar ao caminho Francês (este foi o que escolhi). A Via de La Plata tem raízes Romanas e Árabes, durante todo o trajeto somos lembrados disso pela arquitetura, monumentos e marcos.
 O que levar?
A bicicleta é crucial tratando-se de uma ciclo-peregrinação (rsrs), dentre as opções possíveis temos o aluguel de uma lá (em torno de 400 euros por 30 dias), comprar uma na europa (preços em torno de 30-40% abaixo do brasil) ou levar a bicicleta daqui. Eu escolhi a última tendo em vista que seriam 1200 km em condições adversas e a ergonomia é muito importante para a qualidade da viagem e a prevenção de lesões. Pois bem, bicicleta com bagageiro, alforges traseiros, bolsa de guidão, descanso, campainha, bar-end, tranca e farol. Quanto a vestimenta de cada ciclista posso dizer que isso é uma escolha pessoal tendo em vista que passar 4 a 10 horas sobre a bicicleta por dia é uma coisa bem pesada e o ciclista deve se sentir confortável e seguro, eu opto por pedalar com calça e manga comprida e uma proteção suplementar ao capacete para evitar a exposição ao sol mas outros ciclistas preferem usar menos roupa e usar protetor solar.
 Porque ir?
A motivação em viajar de bicicleta pode ser das mais variadas e percorrer o Caminho de Santiago de bicicleta pode ter ainda mais motivações, eu posso dizer que faço essa ciclo-peregrinação por motivo filosófico-espiritual. Por tratar-se de uma rota de peregrinação milenar, os caminhos de santiago possuem uma Áura Energética que reune Sinergeticamente os campos vibracionais de Todos que ali passaram e a sensação que se tem ao fazer parte desse sinergismo é algo que nos motiva a continuar em frente e a querer retornar novamente ao Caminho. Pedalar vários dias seguidos não é fácil, exige muita motivação, pois existirão dias em que os kilômetros passarão rapidamente e estaremos com um sorriso no rosto, mas existirão dias em que teremos a sensação que estamos nos arrastando e será bem difícil ir em frente. Eu pessoalmente acho que um dia de pedalada redonda sem problemas ou lágrimas é um dia sem histórias para contar e é justamente nas adversidades que mais aprendemos e que mais nos conhecemos.
 Diferente do Caminho de Santiago Francês a Via de La Plata é um caminho muito solitário e introspectivo, onde passa-se muito tempo sem ver outros peregrinos ou habitantes da região, é um caminho que exige muito mais preparo pois a distância entre as cidades com recursos é muito maior, por isso acredito que deva ser percorrido por peregrinos experientes que tenham conhecimento das suas limitações e seu ritmo, pois o desrespeito ao que o seu corpo fala com você pode sair muito caro. Posso dizer que o nível de solidão em determinados trechos chega a ser Eremítico, vê-se somente a natureza e os animais.
 Vale a Pena?
Com absoluta certeza, sem dúvidas de errar!!! Vale cada gota de suor, cada lágrima, cada dor, cada sorriso, cada gota de chuva, cada partícula de poeira inalada, cada radiação solar que te cozinhou, cada susto, cada arrepio!!! Sabe por que? Porque é o Caminho de Santiago!!! E quando tem-se contato com ele, mesmo à distância, fica difícil não atender o Chamado de percorrê-lo. É uma experiência que irá ficar tão entranhada na sua essência que você nunca mais irá enxergar em qualquer lugar do universo uma seta amarela da mesma forma que antes, uma simples seta amarela rabiscada num muro fará você abrir um sorriso ou chorar de alegria por estar recebendo o sinal que está no caminho correto, e qual é o Caminho Correto? É o caminho que escolhemos para nós, aquele que iremos percorrer superando as adversidades e as intolerâncias!!!
BUEN CAMINO!!!
Links:

Deixe uma resposta

CICLO PEREGRINO SANTIAGO DE COMPOSTELA